Variedades

Advogado critica acordo de acidente na Mogi-Bertioga

O advogado José Beraldo fez duras críticas ao acordo proposto para as vítimas no acidente ocorrido na rodovia Mogi-Bertioga que deixou 18 mortos e 17 feridos no dia 8 de junho deste ano.

Beraldo afirma que as propostas “ferem a dignidade” e não favorecem as vítimas, pois são oferecidos R$ 110 mil para os mortos e pensão vitalícia de meio salário mínimo referente a quem não trabalhava ou metade do salário que a vítima ganhava.

Para quem sobreviveu, a oferta foi de pensão vitalícia de meio salário e pagamento dos tratamentos médicos.

O advogado solicitou que os clientes não aceitem a proposta. O caso deve seguir para decisão na Justiça.


Comente!