Variedades

Moradores alertam para infestação de escorpiões em Mogi das Cruzes

Com a aproximação do verão, a umidade e o clima quente tornam-se condições favoráveis para a proliferação de escorpiões nos ambientes urbanos.

Ao menos 10 moradores de distritos como Taiaçupeba e Biritiba-Ussu relataram ao MogidasCruzes.NET que encontraram escorpiões em suas residências.

De acordo com especialistas, é importante adotar medidas como eliminar material de construção, entulho e folhas secas nas proximidades da casa, inclusive no quintal.

Vale também manter jardins e terrenos baldios limpos, e acondicionar o lixo doméstico em sacos plásticos fechados e em recipientes com tampa para evitar proliferação de insetos, principalmente baratas, que é o alimento principal do escorpião.

Vedar frestas, buracos em paredes ou assoalhos, ralos de pias e tanques, afastar a cama da parede e vistoriar roupas e sapatos antes de vesti-los pode auxiliar a evitar acidentes.

Os escorpiões têm hábito noturno e preferem abrigos em locais sombreados e úmidos. Os mais comuns são os do tipo amarelo (Tityus serrulatus) e marrom (Tityus bahiensis), que vivem entre três e quatro anos.

Crianças e idosos são mais sensíveis ao veneno de animal. As reações variam de uma dor leve e inchaço até alterações na respiração e nos batimentos cardíacos e convulsões.

Em Mogi das Cruzes, o desenvolvimento de ações para a prevenção e o controle de pragas é responsabilidade do Centro de Controle de Zoonoses. Solicitações devem ser feitas pelo telefone (11) 4792-8585.


Veja também:

Bairros de Mogi ficam sem água nesta quarta (08); veja lista

Apostador de Mogi fatura R$ 500 mil na Loteria Federal

Mogi das Cruzes abre 170 vagas na área operacional


Compartilhe!